Como tudo começou...
O MOVA-SE surgiu em dezembro de 2018 ( no dia Internacional da Pessoa com Deficiência ) , após uma conversa entre Mayara Tofano , Mônica Pitanga, Pedro Mota e Luísa Pitanga.
Luísa Pitanga
Luísa Pitanga, tem 16 anos e foi diagnosticada com uma doença genética rara, que lhe causa algumas limitações físicas. Aos 15 anos, ganhou uma viagem para os Estados Unidos. Lá ela teve a liberdade de ir aonde quis pois todos os lugares eram acessíveis. No último dia ela disse a mãe que não queria voltar para o Brasil e que gostaria de morar lá, pois além da acessibilidade, lá ninguém olhou para ela com preconceito.
Começam as reuniões...
Ao voltar para o Brasil, Mônica decide criar um grupo virtual para unir forças e lutar pelo direito de IR e VIR de sua filha e dos outros 47 milhões de brasileiros que sofrem com a falta de acessibilidade. Segundo último censo do IBGE, hoje no Brasil , 1/4 da população tem algum tipo de deficiência.

Em fevereiro de 2019, aconteceu a primeira reunião do mova-se . E desde então o grupo vem só crescendo.
Caminhadas DiagnosticadasUm novo olhar para a cidade
Com objetivo de mostrar aos pedestres, comerciantes e autoridades a necessidade urgente de tornar as calçadas e estabelecimentos acessíveis.
Mova-se nas Escolas
Através de histórias, vídeos, dinâmicas, bonecos... Conversamos com as crianças sobre a importância de respeitar as diferenças e se colocar no lugar do outro.
Gente que Dança
O projeto GENTE ( do professor Jeremias Schaydegger) já existe desde 2004. É um projeto inclusivo, que acredita no poder da dança para todos! Em fevereiro de 2019, Mônica procurou Jeremias e propôs uma parceria na realização do espetáculo. E assim surgiu o “GENTE QUE DANÇA “. Nesse espetáculo, tivemos a participação de convidados: três cadeirantes, quatro crianças com síndrome de down, dez adultos com Deficiência intelectual, e Luísa dançando com sua mãe e sua tia avó.
Multa Moral

ESSA VAGA NÃO É SUA NEM POR 1 MINUTINHO!

Objetivo: o intuito da "multa moral" não é só conscientizar os motoristas infratores, mas também envolver a sociedade na fiscalização das vagas reservadas e de outras estruturas acessíveis, chamando a atenção de todos para a importância da acessibilidade na inclusão social.

Notícias
Acompanhe nossas notícias e ações...
Estamos juntos neste projeto pela inclusão de pessoas com dificuldades
Mensagens de quem veste a camisa
A cada dia, cresce mais o apoio ao projeto e mais pessoas são engajadas.